Seu Pênis Grande e Grosso

Minha Esposa Também Queria
Minha esposa tem 1,60 m de altura, 54 Kg, morena clara, coxas torneadas, bundinha perfeita, uns seios de darem água na boca, e 26 anos também. Eu sempre li os contos deste site e queria que minha mulher também os lesse, a fim de que pudéssemos ter um relacionamento na cama mais ardente. Porém, ela não gostava muito. Começava a ler e perdia o interesse. Com o passar do tempo, eu fui insistindo mais um pouco com ela, que começou a se interessar mais. Só que gostava de ler contos onde as mulheres traiam seus maridos. No princípio, comecei a ficar preocupado, pois poderia ser o sonho dela. Alguns meses depois, notei que ela estava ficando cada vez mais gostosa. Começou a malhar, a vestir umas calcinhas mais sensuais e ter mais imaginação na cama. Um dia, quando cheguei do trabalho, ela estava vestida só de camisola, pequenininha, sem calcinha por baixo, o que eu notei em seguida. Ela estava louca de tesão e me pediu que a chupasse, ali mesmo em cima do sofá. Carla sentou-se no sofá e abriu as pernas o máximo que pode e me pediu que lambesse sua bucetinha. Foi no ato, caí de boca naquela buceta melada de tesão e comecei a chupar seu clitóris, seus grandes e pequenos lábios, fui introduzindo minha língua até o seu fundinho. Ela segurou minha cabeça e forçou contra seu clitóris até gozar na minha boca, gemendo de tanto tesão. No outro dia de manhã, perguntou-me se eu estava a fim de transar com uma outra garota. Fiquei meio assustado, por ela ter sido tão direta, mas comecei a ficar interessado. Disse que gostaria, mas estava satisfeito com ela. Então Carla disse que eu poderia transar com uma colega sua. Ela era loira, 1,67 m de altura, uma bunda gostosa, coxas grossas, peitos fartos, empinados e que estava louca de tanto tesão para gozar no meu caralho. Eu fiquei um pouco calado, mas falei que gostaria de transar com sua colega, pois estava cheio de tesão para penetrar outra garota. Carla já havia marcado tudo, sabia que iria topar. Oito da noite e a campainha toca. Vou abrir a porta do apartamento e me deparo com uma loira muito gostosa, vestindo uma saia minúscula, na cor azul, que realçava sua cor bronzeada, uma mini-blusa branca, que deixava sua barriquinha toda à mostra, que umbiguinho gostoso. Foi preciso minha mulher manda-la entrar, pois eu já havia me esquecido, só olhava para seu corpo. Vanessa, era o nome da loira, foi entrando e sentou-se no sofá. As pernas entreabertas deixaram-me ver sua calcinha amarela minúscula. Começamos a conversar, ela bebeu um pouquinho de vinho tinto. Minha mulher sentou-se de lado e disse: podem fazer o que quiserem. Eu estava sem camisa, só de bermuda e meu pau totalmente duro. Vanessa começou a dançar, ao som de uma música muito gostosa, tirando sua blusinha, o que deixou seus lindos seios de fora. Que seios gostosos. Começou a esfrega-los na minha cara, deixando-me louco de tesão. Foi tirando lentamente sua saia e depois a calcinha. Minha esposa só olhava. Que corpo gostoso, perfeito. Que bunda, que coxas gostosas. Vanessa veio e começou a me beijar. Que boca gostosa, enfiava sua língua inteirinha na minha boca. Beijou meu pescoço. Chupou meus mamilos, o que quase me fez gozar. Tirou minha bermuda e cueca rapidinho e abocanhou meu cacete. Que língua gostosa. Lambeu a cabeça do meu pau bem devagarzinho, chupou ele inteirinho. Começou a fazer um vai e vem, engolindo ele todinho, sugava meus testículos, passava a língua novamente na cabeça do pau. E minha esposa, nessas alturas já estava toda nua se masturbando no sofá ao lado. Levei a loira para o quarto e a deitei na cama, deixando-a de pernas bem abertas. Suguei sua bucetinha molhadinha e quentinha, ela se contorcendo na minha boca. Não agüentando mais comecei a penetra-la. Uma bucetinha apertadinha e quente, que não tinha fundo. Fui enfiando bem devagarzinho até meu pau estar totalmente dentro dela. Comecei a mexer gostoso, um vai e vem bem lento no início que começou a ficar mais rápido, à medida que ela pedia para penetra-la com mais força. Minha esposa veio e agachou-se na boca de Vanessa, que começou a chupar a buceta de Carla. Que visão gostosa, a bundona da minha esposa se mexendo na minha frente e louca de tesão, gemendo palavras de tesão, pedindo que Vanessa lhe penetrasse mais profundo. Eu não conseguia mais me segurar, comendo aquela loira gostosa e vendo ela chupar um bucetinha. Vanessa estava louca e pedia que gozasse e enchesse sua buceta de porra – goza gostoso na minha bucetinha, enche ela de porra, vai fundo, penetra mais, goza gostoso, goza meu tesão, goza!!!!!! Não agüentei e penetrei o mais profundo possível, encostando em alguma coisa no fundinho e deixei meu líquido preencher aquela buceta. Ela acabou gozando e fazendo Carla gozar junto. Ficou um pouquinho com os olhos fechados e me pediu para comer seu cuzinho. Minha esposa veio chupar meu pau, limpou todo o nosso gozo e direcionou meu ferro para aquele traseiro gostoso. Meu pau todo molhado de saliva encostou no cuzinho de Vanessa que começou a gemer e empurrar sua bunda para trás. Meu caralho foi entrando bem devagarzinho, no início começou a doer, mas depois foi deslizando até o fundinho daquela gata gostosa. Vanessa gemia, chorava, empurrava a bunda para trás, rebolava, pedia que a rasgasse toda. Ficamos uns cinco minutos em um vai e vem, até que ela me pediu para gozar dentro do seu cuzinho. Enchi aquele rabo gostoso todo de porra. Ela se inclinou para trás e começou a soluçar e pedir para mexer mais que estava gozando. Que loira gostosa. Como gozou gostoso. Já eram dez e trinta da noite, a loira dormindo, minha mulher também deitado do lado, pois havia gozado mais uma vez. Quando a campainha tocou. Fui ver e lá estava um cara de uns 30 anos, abri a porta e ele me perguntou se a Vanessa estava. Sem saber o que dizer pedi que ele entrasse e se sentasse que eu chamaria a Vanessa. Quando cheguei no quarto, Vanessa me disse que era seu marido. Olhei para minha esposa e ela ficou um pouco apreensiva. Notei que os olhos de minha esposa brilhavam e seus mamilos estavam durinhos. Comecei a imaginar coisas, enquanto Vanessa se levantou nua e foi até a sala. Pouco depois, os dois estavam nus no meu quarto. Ou seja, todos nus. Ele tinha um corpo malhado também e mais ou menos o meu físico. Porém seu caralho era um pouco maior que o meu. Pois, ele estava totalmente ereto. Não entendia nada, até que minha esposa se levantou e se ajoelhou e começou a chupar o cacete de Márcio. Realmente, estava tudo armado, eu fui o último a saber. Carla, agora, estava de quatro com aquele cacete dentro de sua boquinha, chupava com vontade, engolia tudo até perto dos testículos. Não sei como conseguia engoli-lo todo. Eu estava com um pouco de raiva, mas o tesão foi tomando conta, a ver minha esposa chupar aquele caralho grande, e mexendo a bunda. Que rabo gostosa que ela tem, que bucetinha gostosinha e com os cabelinhos aparadinhos. Sentamos, eu e Vanessa para ver aqueles dois transarem. Ela o deitou na cama e foi subindo em sua boca. Ele começou a chupar a buceta de minha esposa e ela a rebolar em seu rosto. A visão era muito gostosa, ver sua bunda gostosa se mexendo e a língua do cara entrando em seu fundinho. O pau de Márcio estar muito duro, então minha esposa veio e foi relando sua bucetinha nele até ele começar a entrar em sua grutinha. Eu via tudo por trás, aquela bundinha se abrindo e o cacete entrando na buceta de minha esposa. Eu nunca tinha imaginado que poderia sentir tal tesão. Ela se mexia cada vez mais rápido, pedindo que ele a penetrasse mais profundo, com mais pressa, que a fizesse gozar como eu fiz a Vanessa gozar no meu caralho. Ele foi mexendo mais rápido e mais rápido até que seu caralho saiu de dentro da buceta de minha esposa e ficasse à mostra. Um enorme cacete que entrou novamente dentro daquela bucetinha. Carla rebolou com maior intensidade até que eles dois gozaram juntos falando palavras desconexas. Depois disso, todos nós nos vestimos e fomos jantar numa churrascaria perto de nosso apartamento. Depois fomos para um motel, onde transamos e trocamos nossas esposas novamente. Porém esta é outra história. As mulheres interessadas em experiências desta maneira entrem em contato conosco
 
Conto enviado por e-mail
 
Mande tb seu conto erótico por e-mail  -  Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo  
 
< Anterior   Próximo >

Aumento peniano - www.superpenis.org
Faça seu cadastro, é gratis!!
21:19 - DP na Morena Exuberante (Deliciosa)
21:19 - DP na Morena Exuberante (Deliciosa)

25:32 - Ela gosta de dar a Bundinha (Teen)
25:32 - Ela gosta de dar a Bundinha (Teen)

23:02 - Kid Bengala em: Empurrando até as bolas no cuzinho
23:02 - Kid Bengala em: Empurrando até as bolas no cuzinho

27:21 - Joana a Gostosinha em: Meu Primeiro Anal
27:21 - Joana a Gostosinha em: Meu Primeiro Anal

27:27 - Venezuelana Sentando no Caralho Grosso (Gozou Dentro)
27:27 - Venezuelana Sentando no Caralho Grosso (Gozou Dentro)

19:36 - As Patricinhas 3 - Trepando na Varanda (Nacional)
19:36 - As Patricinhas 3 - Trepando na Varanda (Nacional)

24:41 - Negrão super dotado socando até as bolas na Coroa Safada
24:41 - Negrão super dotado socando até as bolas na Coroa Safada

25:02 - Penetrando a Rola Grossa na Bucetinha Apertada (Anal)
25:02 - Penetrando a Rola Grossa na Bucetinha Apertada (Anal)

Vídeos

Vídeos Sexo Anal Especial Vídeos Amadores Lésbicas Safadas Vídeos Hétero Vídeos de Orgia / Suruba Vídeos Hentai Vídeos Oral / Boquete Vídeos Hilários Vídeos Anal / Caseiros Masturbação Feminina Vídeos Gays Vídeos Para Baixar

Gratis Para Baixar Cabritinhas - Sexo explicito O Rei do Pornô - King Porn Sexo Ninfetas Vídeo Pornograficos A Teoria do Sexo que você nunca viu
Portal da Buceta - Todos os direitos reservados - 2006 » Vídeos Pornograficos Gratis | Meninas Peludas | Peludas e Gostosas | Sexo Free | Super Dotados | Ninfetas | Mocinhas Virgens

Vídeos Anal  -  Vídeos com Ninfetas  -  Vídeos Gays  -  O Rei da Buceta - Cabritinhas (Sexo Explicito) - Ninfetas Virgens